David Harvey em Recife no #OcupeEstelita

Fonte: Movimento #OcupeEstelita 

Quase seis mil pessoas atenderam ao chamado do Movimento Ocupe Estelita e compareceram ao cais de mesmo nome nesse domingo 16 de novembro. O Ocupão, maior já realizado até agora, contou com cinco pólos de atividades, que se desdobraram até das 13 horas às 23 horas. O evento contou ainda com a presença e o apoio do geógrafo britânico David Harvey, em passagem pelo Recife para palestra e lançamento de livros de sua autoria. Harvey ainda fez um breve pronunciamento, no qual disse que escrevia sobre o direito a cidade, e que o movimento pratica isso. E isso eh o mais importante.

A primeira das atividades da enorme programação prevista para ontem foi a roda de conversa interdisciplinar, da qual participaram os integrantes do Movimento Ocupe Estelita Liana Cirne e Érico Andrade. Liana repassou o grande conjunto de irregularidades e ilegalidades que orbitam desde a venda do terreno aos processos burocráticos dentro da prefeitura. E lembrou um dos graves problemas que o caso Estelita está fazendo surgir à tona: a administração pública no Estado de Pernambuco e na cidade do Recife não estão se sujeitando às Leis, como deveria. “O Projeto Novo Recife remete a um Estado que impunha condutas às quais não se sujeitava. Esse Estado, cujas características são debitarias do Feudalismo, usa as Leis para impor coerção, mas não para limitar o poder econômico, o que gera uma crise no Estado de Direito e que por sua vez configura uma situação de exceção”.

Ou seja, o uso do conjunto de leis não pode ser feito de forma seletiva, o que diz respeito ao processo de negociação sobre o redesenho do Projeto Novo Recife, que deveria acontece no fórum próprio e legal, o Conselho da Cidade.

Ao longo do dia, as atividades mobilizaram grande quantidade de pessoas ao longo do Cais José Estelita, grupos de côco e maracatu, e as bandas de rock, que passaram a tocar no final da tarde. A criançada também teve seu momento, com as piscinas do coletivo Piscinas do Capibaribe.

No final da tarde David Harvey, um dos principais críticos da questão urbana atual visitou a ocupação e mencionou a necessidade de evitar que o capital imobiliário tomasse conta da cidade. Numa mensagem solidária e lúcida, Harvey avisou:

“ser contra esse modelo de desenvolvimento (novo Recife) é ser contra o capitalismo, precisamos ser anti-capitalistas precisamos criar um novo modelo de sociedade, uma sociedade alternativa”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s