Grupo de Trabalho da AGB no SIMPURB 2013

GT-7: Geografia Urbana e Ação Política

Este grupo de trabalho busca reunir análises que contribuam para a elaboração de um panorama da dinâmica urbana recente, as formas da resistência social frente aos processos de requalificação urbana, especulação e gentrificação de áreas antes ocupadas pelos pobres urbanos. Assim, debater, no âmbito de uma perspectiva crítica, temas relacionados à cidade e ao urbano no contexto do capitalismo contemporâneo. A recente crise do sistema capitalista tem impactado o espaço urbano, vem forçando ao capital descobrir novas formas e espaços para sua reprodução. Dessa forma, faz-se necessário debater as forças históricas presentes na formação das cidades brasileiras e os principais problemas derivados da forma de desenvolvimento capitalista. Vivemos uma nova fase de higienização social, com remoções forçadas e um Estado cada vez mais repressor e a serviço dos grandes setores do capital. Isto vem aprofundando as contradições sociais e ambientais nas grandes, médias e pequenas cidades: violências, mobilidade forçada, inundações/deslizamentos, poluição, déficit habitacional, especulação imobiliária, sub-emprego, e outros são consequências diretas desse processo. Portanto, faz-se premente enxergar, dar voz e visibilidade às ações e reações do social, dos grupos minoritários que resistem aos processos de criminalização, repressão, expulsão e espoliação em curso no urbano.

Para tanto, o GT agregará temas e fomentará debates relacionados às transformações no espaço urbano concernentes a ação do Estado por meio de políticas públicas, às praticas políticas dos agentes sociais que produzem o espaço urbano e os conflitos relacionados às ações compulsórias. Além disso, agregará também as ações políticas por meio de representação nos Conselhos, Comissões Técnicas, Fórum Nacional de Reforma Urbana bem como nas Conferencias Nacional, Estadual e Municipal das Cidades, assim como analisará os principais instrumentos legais presentes nas Políticas Públicas urbanas, sobretudo, o Estatuto da Cidade, Plano Diretor, Conselhos de Gestão/Fiscalização/Planejamento e outros no intuito de compreender os mecanismos de Controle Social, Participação Popular e atuação dos Movimentos Sociais, frente à necessária Reforma Urbana para a efetivação de Justiça Socioambiental nas cidades brasileiras.

Procuramos enxergar novas formas da ação política e as novas respostas produzidas nos espaços de resistência a ação avassaladora do capital em meio às grandes obras estruturantes cujo resultado promove higienização social no espaço urbano, ou seja, as geo-grafias da resistência social.

Coordenadores: Prof.ª Dr.ª Arlete Moysés Rodrigues [UNICAMP], Prof.ª MSc. Glauciana Alves Teles [UECE/ AGB-Fortaleza] e Prof.ª MSc. Julia Berezovoya Assis [AGB – Rio de Janeiro]

Veja a lista completa dos GTs no site do SIMPURB.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s